A emoção é como um pássaro,
quando se prende já não canta

sábado, 8 de outubro de 2011

Poema

Tela de Diane Leonard


A pedra, o vento, a luz alteada,
o salso mar eterno, o grito
do mergulhão, sob o infinito
azul: — Deus não me deve nada


Helio Pelegrino

Um comentário:

M@ria disse...

Daqui a alguns anos estará mais arrependido
pelas coisas que não fez do que pelas que fez.
Solte as amarras! Afaste-se do porto seguro!
Agarre o vento em suas velas!
Explore! Sonhe! Descubra!

(Mark Twain)

Beijos & Flores.....M@ria